NACIONAIS

Morre Luiz Carlos Soares, o imprescindível

“Há homens que lutam um dia e são bons. Há outros que lutam um ano e são melhores. Há os que lutam muitos anos e são muito bons. Mas há os que lutam toda a vida e estes são imprescindíveis”. Este poema de Bertolt Brecht define a trajetória do engenheiro eletricista, companheiro e amigo, Luiz Carlos Correa Soares, que faleceu na madrugada de 17/4, aos 86 anos, em Curitiba (PR). Soares, o imprescindível, foi um dos fundadores e o primeiro presidente da Fisenge (Federação Interestadual de Sindicatos de Engenheiros). Presente em todas as reuniões da Federação, Soares contribuiu com sua técnica, sua intelectualidade, sua luta e sua generosidade para a construção coletiva de um Brasil justo e solidário. Seu legado e sua história são faróis de memória e resistência para o presente e o futuro.

Formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Soares trabalhou na Copel entre os anos de 1966 e 1991, período em que foi implantada toda infraestrutura básica de energia do Paraná. Em 1983, passou a atuar no Sindicato dos Engenheiros do Paraná (Senge-PR), integrando a direção a partir de 1987. De 2006 a 2008 foi assessor da presidência do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea) e também assessor de Assuntos Estratégicos da presidência do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (CREA-PR), por quem foi homenageado com a Medalha do Mérito em 2007.

Publicou os livros: “E se o capitalismo acabasse?”, em 2001 e “Capitalismo terminal”, em 2010, além de teses e textos para congressos nacionais e internacionais. Recebeu da Câmara Municipal de Curitiba o título de relevantes serviços prestados no ano de 1996 e em 2012 recebeu homenagem pela Assembleia Legislativa do Paraná.

Em 2013, nos 20 anos de fundação da Fisenge, Soares recebeu homenagem da Federação em reconhecimento à sua luta na construção de uma entidade de luta e classista. O nosso imprescindível Soares deixa saudade imensa e também um legado de luta em favor dos trabalhadores e das trabalhadoras, de justiça social, de solidariedade e de uma engenharia comprometida com o povo brasileiro. Dedicou sua vida na luta pela democracia e por uma sociedade justa. Soares, o imprescindível, PRESENTE!

Fonte e imagem: Federação Interestadual de Sindicatos de Engenheiros

The post Morre Luiz Carlos Soares, o imprescindível appeared first on FNA.